CartaExpressa

Entre Lula e Bolsonaro, PSDB deve ter candidato próprio mesmo que seja para perder, diz Aécio

O deputado federal avalia que o partido poderia estar melhor nas pesquisas se tivesse apostado em Eduardo Leite

O deputado federal Aécio Neves (PSDB). Foto: Evaristo Sá/AFP
O deputado federal Aécio Neves (PSDB). Foto: Evaristo Sá/AFP
Apoie Siga-nos no

O deputado federal Aécio Neves (MG) avalia que o “egoísmo” do PSDB “implodiu” a chamada terceira via e que o partido poderia estar melhor nas pesquisas se tivesse apostado em Eduardo Leite, ex-governador do Rio Grande do Sul, em vez do ex-governador paulista João Doria para a Presidência da República.

Em entrevista à Folha de S.Paulo, o deputado tucano expressou “solidariedade” a Doria diante de uma articulação para “retirarmos um candidato para apoiar o MDB”.

Para Aécio, o presidente do PSDB, Bruno Araújo, trabalha para tirar Doria da corrida presidencial por meio de um acordo que levaria o partido a apoiar Simone Tebet (MDB).

Questionado sobre qual deveria ser a posição do PSDB entre Lula (PT) e Jair Bolsonaro (PL), o deputado defendeu “indicar uma candidatura própria mesmo que seja para perder”. Segundo ele, “perder unido nesta hora é uma grande coisa”.

Uma pesquisa Ipespe divulgada na última sexta-feira 13 indica um cenário desolador para Doria, PSDB e terceira via. Lula lidera a disputa no principal cenário estimulado, com 44% das intenções de voto, ante 32% de Bolsonaro. O terceiro colocado é Ciro Gomes (PDT), com 8%, à frente de Doria, com 3%. Tebet marca apenas 1%.

CartaCapital

CartaCapital Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.