CartaExpressa

Embaixador russo diz que governo Bolsonaro entende motivos da invasão à Ucrânia

Gennady Gatilov disse que o Brasil ‘explicou sua postura’ diante votos na ONU e que posicionamento não reflete todas as nuances do país

Reunião do Conselho de Segurança da ONU para discutir a escalada da tensão entre Rússia e Ucrânia.


Foto: SPENCER PLATT / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Getty Images via AFP
Reunião do Conselho de Segurança da ONU para discutir a escalada da tensão entre Rússia e Ucrânia. Foto: SPENCER PLATT / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Getty Images via AFP
Apoie Siga-nos no

O embaixador da Rússia na ONU, Gennady Gatilov, minimizou os votos do Brasil nos órgãos da ONU, e disse que o país “explicou sua postura’. A declaração foi dada nesta sexta-feira 4, em Genebra, em um encontro com a imprensa internacional. As informações são do colunista Jamil Chade, do UOL.

O embaixador, que não faz uso da palavra ‘guerra’, mas sim ‘operação militar especial’, defendeu que o governo Bolsonaro entende os motivos pelos quais o Kremlin realiza a investida na Ucrânia.

“Cabe a cada país tomar posições. Mas, para nós, os brasileiros entenderam os objetivos de nossa operação e as razões pelas quais fazemos isso”, disse o embaixador, que ainda considerou ‘nuances’ no posicionamento brasileiro.

“Não acho que o voto reflete todas a nuances da posição brasileira”, declarou. “Não é tão simples. Existem nuances”, completou.

O Brasil votou ao lado dos Estados Unidos e demais potências ocidentais na Assembleia Geral da ONU bem como no Conselho de Direitos Humanos a favor de propostas de resolução criticando a Rússia. Após o voto, no entanto, o Itamaraty se posicionou dizendo não se tratar da melhor resolução. O governo brasileiro também tem criticado sanções e o envio de armas por parte de potências ocidentais, além apontar que os interesses legítimos da Rússia devem ser considerados.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.