CartaExpressa

Em vez de Malafaia, senadores sugerem a convocação de Queiroz à CPI da Covid: ‘É o melhor amigo de Bolsonaro’

A possibilidade foi aventada pelo senador Humberto Costa (PT-PE)

Márcia Aguiar e Fabrício Queiroz — Foto: Reprodução/GloboNews Márcia Aguiar e Fabrício Queiroz — Foto: Reprodução/GloboNews
Apoie Siga-nos no

O presidente da CPI da Covid, o senador Omar Aziz (PSD-AM), não colocou em votação um pedido de convocação do pastor Silas Malafaia apresentado pelo governista Marcos Rogério (DEM-RO).

A ida do pastor à comissão havia sido sugerida na semana passada pelo senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho do presidente.

Os senadores oposicionistas Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Humberto Costa (PT-PE) sugeriram, então, convocar o ex-policial militar Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro e amigo de longa data de Jair Bolsonaro.

“Se é pra chamar amigo de Bolsonaro, vamos convocar o Queiroz para a CPI. Esse sim é o melhor amigo do presidente”, escreveu o petista nas redes sociais. “Randolfe Rodrigues vai subscrever o requerimento comigo”.

Assista:

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Depois de anos bicudos, voltamos a um Brasil minimamente normal. Este novo normal, contudo, segue repleto de incertezas. A ameaça bolsonarista persiste e os apetites do mercado e do Congresso continuam a pressionar o governo. Lá fora, o avanço global da extrema-direita e a brutalidade em Gaza e na Ucrânia arriscam implodir os frágeis alicerces da governança mundial.
CartaCapital não tem o apoio de bancos e fundações. Sobrevive, unicamente, da venda de anúncios e projetos e das contribuições de seus leitores. E seu apoio, leitor, é cada vez mais fundamental.
Não deixe a Carta parar. Se você valoriza o bom jornalismo, nos ajude a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar