CartaExpressa

Dissertação de Kassio Nunes tem suspeitas de plágio, diz jornal

Dissertação de Kassio Nunes tem suspeitas de plágio, diz jornal

Há suspeitas de plágio na dissertação de mestrado defendida em 2015 pelo desembargador Kassio Nunes Marques, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro ao cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). Segundo informações do jornal O Globo e da revista Crusoé, há pelo menos três trechos idênticos a artigos escritos por outro autor, Saul Tourinho Leal, em relação ao tema do direito à saúde.

De acordo com o veículo, não houve citação de referência bibliográfica ao outro autor na dissertação de Kassio Nunes. O desembargador repetiu até um erro de grafia que estava no artigo de Saul Tourinho Leal: em vez de “Namíbia”, ambos escreveram “Naníbia”, referindo-se ao país africano.

Os dois ainda não se manifestaram sobre a questão. Nesta quarta-feira 7, Kassio Nunes também se desculpou por ter dito que havia feito um curso de pós-graduação que não existe.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem