CartaExpressa

Dino no STF seria ‘uma escolha feliz’ de Lula, diz Barroso

O presidente da Corte elogiou o ministro da Justiça, favorito a ser indicado para ocupar a cadeira que foi de Rosa Weber

O presidente do STF, Luís Roberto Barroso. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Apoie Siga-nos no

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso, afirmou nesta segunda-feira 27 que a provável indicação de Flávio Dino para a Corte seria “uma escolha feliz” do presidente Lula (PT).

A declaração foi concedida em Belo Horizonte (MG), onde o magistrado participa da 24ª Conferência Nacional da Advocacia Brasileira.

“O ministro Flávio Dino foi um conceituado juiz de carreira, foi secretário-geral do Conselho Nacional de Justiça e foi um bem avaliado governador do Maranhão”, disse Barroso. “Se essa for a escolha do presidente, acho que é uma escolha feliz, de uma pessoa preparada.”

A indicação de um ministro do STF parte do presidente da República, mas precisa ser chancelada pelo Senado. No plenário da Casa, Dino precisaria contar com pelo menos 41 votos. A primeira indicação de Lula em seu terceiro mandato, o advogado Cristiano Zanin, recebeu 58 votos.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar