CartaExpressa

Dino comemora chegada de Thiago Brennand ao País: ‘Vitória da Justiça’

O homem se encontrava foragido nos Emirados Árabes, foi preso no país e deportado de Abu Dabi

O ministro da Justiça e da Segurança Pública, Flávio Dino. Foto: Mauro Pimentel/AFP
Apoie Siga-nos no

O ministro da Justiça, Flávio Dino, se manifestou sobre a chegada de Thiago Brennand ao País neste sábado, 29. O homem se encontrava foragido nos Emirados Árabes, foi preso no país e deportado de Abu Dabi.

“Notório agressor de mulheres já no Brasil, trazido pela Polícia Federal, depois de ter fugido do nosso país. Vitória da Justiça sobre a impunidade. Parabéns a todos da nossa equipe e de outros órgãos, que efetivaram a cooperação jurídica internacional. Que o fato sirva de mensagem contra outros agressores”, escreveu o ministro em suas redes sociais.

Brennand, que desembarcou no Aeroporto Internacional de Guarulhos no fim da tarde foi conduzido, algemado, para a Superintendência da Polícia Federal, na Lapa, onde passará a noite, até ser encaminhado para audiência de custódia no domingo 30.

Brennand tem contra si cinco mandados de prisão preventiva decorrentes de denúncias por crimes contra mulheres. Um deles, que deu origem ao surgimento de mais acusações contra o empresário, decorre da agressão à modelo Helena Gomes, ocorrida em 3 de agosto em uma academia dentro de um shopping de luxo de São Paulo. Ele responde a processos por estupro, cárcere privado e tortura.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar