CartaExpressa

Devido à variante Delta, Rio de Janeiro suspende aulas em escolas públicas da capital

Devido à variante Delta, Rio de Janeiro suspende aulas em escolas públicas da capital

As escolas particulares terão de se adequar à legislação vigente dos municípios em que atuam

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O governo do estado do Rio de Janeiro determinou, nesta sexta-feira 6, a suspensão das aulas presenciais em escolas estaduais da capital e de mais 35 municípios em razão do aumento de casos de Covid-19 pela variante Delta. A medida será válida, inicialmente, para a semana de 9 a 13 de agosto.

Nessas unidades, as aulas serão realizadas exclusivamente no modo remoto. As escolas funcionarão apenas para atividades administrativas, como a retirada de material pedagógico e do kit alimentação, além de entrega de documentos e matrícula de alunos.

Em outros 56 municípios, as aulas podem acontecer no formato híbrido, um misto de presencial e remoto. Estão inclusas nessa condição as cidades de: Angra dos Reis; Araruama; Areal; Armação de Búzios; Arraial do Cabo; Barra do Piraí; Barra Mansa; Bom Jardim; Cabo Frio; Cachoeiras de Macacu; Campos dos Goytacazes; Cantagalo; Carmo; Casimiro de Abreu; Comendador Levy Gasparian; Conceição de Macabu; Engenheiro Paulo de Frontin; Guapimirim; Itaboraí; Itaguaí; Itatiaia; Macaé; Macuco; Magé; Mangaratiba; Maricá; Mendes; Miguel Pereira; Niterói; Nova Friburgo; Paracambi; Paraíba do Sul; Paraty; Paty do Alferes; Petrópolis; Pinheiral; Piraí; Porto Real; Quatis; Quissamã; Resende; Rio Bonito ;Rio Claro; Rio das Ostras; Santa Maria Madalena; São Fidélis; São Gonçalo; São José do Vale do Rio Preto; Sapucaia; Saquarema; Sumidouro; Tanguá; Três Rios; Valença; Vassouras; Volta Redonda.

No caso das escolas particulares, as unidades deverão seguir o previsto pela gestão da cidade em que se localizam. Os protocolos sanitários devem ser fiscalizados pelas autoridades de saúde e vigilância sanitária locais.

 

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem