CartaExpressa

Comissão de Agricultura do Senado aprova o PL do Marco Temporal

Texto vai à CCJ e depois ao plenário; lideranças indígenas criticam medida

Resta aos indígenas protestar contra o Marco Temporal – Imagem: Marcelo Camargo/ABR
Apoie Siga-nos no

A Comissão de Agricultura e Reforma Agrária do Senado aprovou, nesta quarta-feira 23, o projeto de lei que estabelece o marco temporal para a demarcação de terras indígenas, com 13 votos favoráveis e três contrários.

A proposta já foi aprovada pela Câmara, em maio. Agora, o texto está sob a análise dos senadores. Após o aval da Comissão de Agricultura, a matéria será discutida na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania. Na sequência, irá ao plenário para uma decisão final.

A proposta prevê que, para uma área ser considerada “terra indígena tradicionalmente ocupada”, será preciso comprovar que ela era habitada pela comunidade indígena na data da promulgação da Constituição, em 5 de outubro de 1988. A data foi fixada pela relatora na comissão, a senadora Soraya Thronicke (Podemos-MS).

Lideranças indígenas têm levantado críticas à PEC e apontado riscos para a segurança jurídica na ocupação dessas terras. O tema também está sob análise no Supremo Tribunal Federal.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar