CartaExpressa

Cármen Lúcia arquiva queixa-crime da ‘Capitã Cloroquina’ contra a cúpula da CPI da Covid

A ministra do STF alegou ‘carência de provas’ para arquivar o pedido de Mayra Pinheiro, que mirava os senadores Randolfe Rodrigues, Renan Calheiros e Omar Aziz

Mayra Pinheiro em depoimento à CPI da Covid. Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado
Mayra Pinheiro em depoimento à CPI da Covid. Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado
Apoie Siga-nos no

A ministra do Supremo Tribunal Federal Cármen Lúcia decidiu arquivar a queixa-crime protocolada pela ex-secretária do Ministério da Saúde Mayra Pinheiro, conhecida como “Capitã Cloroquina”, contra os senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Renan Calheiros (MDB-AL) e Omar Aziz (PSD-AM).

A ação acusava os senadores, integrantes da cúpula da CPI da Covid, de violação de sigilo funcional por supostamente terem vazado conteúdos do e-mail de Mayra e informações pessoais durante as apurações da comissão.

Cármen Lúcia, no entanto, disse não ter encontrado provas da alegação contra os três senadores. “Verifica-se carência de algum elemento probatório apto a demonstrar indícios de autoria”, escreveu a magistrada.

“A querelante afirma que a CPI, sob o comando dos Querelados, repassou à imprensa o conteúdo de seu e-mail e de seus dados pessoais sobre os quais, sob as penas da lei, estavam eles obrigados a manter e preservar a incolumidade’. Entretanto, não se demonstra minimamente que os eventuais responsáveis pelo vazamento dos dados sigilosos seriam os querelados.”

Renan Calheiros foi o único, até o momento, a comentar publicamente a decisão do STF. Nas redes sociais, o parlamentar escreveu que Mayra Pinheiro deverá voltar aos tribunais para “para explicar a prescrição de cloroquina em Manaus que matou milhares de brasileiros.”

O episódio descrito pelo senador é o fator que levou Mayra a ser apelidada de “Capitã Cloroquina”. A ação foi apontada durante as investigações como um dos casos mais evidentes de omissão do governo federal durante a pandemia da Covid-19. A atuação de Mayra no colapso do sistema de saúde do Amazonas fez com que ela passasse a integrar a lista de pedidos de indiciamento da CPI.

A íntegra da decisão:

PET 10137 - CL - decisão
Getulio Xavier

Getulio Xavier
Repórter do site de CartaCapital

Tags: , , , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.