CartaExpressa,Política

Bruno Covas piora e quadro é irreversível, dizem médicos

Bruno Covas piora e quadro é irreversível, dizem médicos

Bruno Covas. Foto: Flickr oficial Bruno Covas/Divulgação

Bruno Covas. Foto: Flickr oficial Bruno Covas/Divulgação

O prefeito afastado de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), chegou a um quadro clínico irreversível, anunciou a equipe médica nesta sexta-feira 14.

O tucano segue internado no Hospital Sírio-Libanês, recebendo medicamentos analgésicos e sedativos. Aos 41 anos, ele foi diagnosticado em 2019 com câncer na região da cárdia, entre o esôfago e o estômago.

Em abril, médicos comunicaram que a doença havia chegado aos ossos e em novos pontos no fígado. Covas, então, continuou na quimioterapia, tratamento para o qual havia retornado em fevereiro, e foi submetido à imunoterapia.

Em 2 de maio, Covas havia anunciado afastamento da Prefeitura por 30 dias. O vice-prefeito Ricardo Nunes, que é do MDB, assumiu o cargo.

Covas é pai de Tomás Covas Lopes, de 15 anos. Em 4 de maio, o prefeito publicou uma foto com o filho e escreveu: “Tenho fé que vou vencer cada obstáculo”.

 

Leia a nota na íntegra da equipe médica:

O Prefeito Bruno Covas segue internado no Hospital Sírio-Libanês recebendo medicamentos analgésicos e sedativos. O quadro clínico é considerado irreversível pela equipe médica.

Neste momento, encontra-se no quarto acompanhado de seus familiares.

Ele está sendo acompanhado pelas equipes médicas coordenadas pelo Prof. Dr. David Uip, Dr. Artur Katz, Dr. Tulio Eduardo Flesch Pfiffer, Prof. Dr. Raul Cutait e pelo Prof. Dr. Roberto Kalil Filho.

Dr. Luiz Francisco Cardoso
Diretor de Governança Clínica

Dr. Ângelo Fernandez
Diretor Clínico

 

 

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem