CartaExpressa

Bolsonaro usa entrevista a TV italiana para atacar Lula e dizer que não falhou na pandemia

‘O milagre que salvou o Brasil foi a nossa chegada em 2018’, declarou o ex-capitão

Foto: Alberto PIZZOLI/AFP
Foto: Alberto PIZZOLI/AFP
Apoie Siga-nos no

O presidente Jair Bolsonaro usou uma entrevista à emissora italiana SkyTV24, neste domingo 31, para retomar acusações vazias contra o ex-presidente Lula, que lidera as pesquisas de intenção de voto para o pleito de 2022.

A entrevista ainda não foi ao ar na íntegra, mas a TV exibiu alguns trechos. O tradutor italiano fala por cima da voz do ex-capitão, o que impede a compreensão das palavras exatas do brasileiro.

Segundo o material exibido na Itália e divulgado pelo jornal Folha de S.Paulo, Bolsonaro disse, sem apresentar provas: “Lula quase levou à falência a nossa empresa petrolífera, a Petrobras. É uma longa história. A sua liderança política começa com as Farc. A partir deste momento começou a sua relação com o narcotráfico. O milagre que salvou o Brasil foi a nossa chegada em 2018.”

Aos italianos, Bolsonaro também negou ter falhado no combate à pandemia, que já deixou mais de 607 mil mortes no Brasil. “Gastamos 100 bilhões de dólares. Demos fundos, meios e também profissionais para combater a pandemia, além de remédios.”

Questionado sobre o fracasso do governo na área ambiental, o presidente voltou a dizer que “a Amazônia não está queimando porque é uma floresta úmida, pega fogo só nas áreas periféricas”.

E emendou: “Tem também os desmatamentos ilegais que nós combatemos. Tanto é que este ano estamos indo tão bem que a imprensa não diz mais nada sobre isso.”

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.