CartaExpressa

Bolsonaro fala sobre morte de Marília Mendonça: ‘Profundo vazio’

O presidente lamentou o fato de a cantora ser mãe e disse que teve medo de deixar sua filha órfã no episódio de sua facada em 2018

Créditos: Reprodução Redes Sociais Créditos: Reprodução Redes Sociais
Créditos: Reprodução Redes Sociais Créditos: Reprodução Redes Sociais

O presidente Jair Bolsonaro voltou a comentar neste sábado 6 a morte da cantora Marília Mendonça, vítima de um acidente aéreo na cidade de Caratinga (MG), na sexta-feira 5. O chefe do Executivo falou que a situação provoca um ‘profundo vazio’.

“Obviamente o dia de ontem foi bastante proveitoso para nós, mas também um dia triste pelo passamento da cantora Marília e mais quatro pessoas que estavam na sua aeronave. Mas essa é a vida”, disse Bolsonaro.

“A única coisa certa nessa vida é um ponto final para todos nós. Quando cada cidadão se conscientizar que ele tem um ponto final, com toda certeza ele passará a ser muito mais humano, e não falo isso no tocante à Marília”.

O presidente lamentou o fato de a cantora ser mãe de uma criança de quase dois anos. “Eu lembro de 6 de setembro de 2018, quando sofri aquela facada, o que eu mais pedia a Deus era não deixar minha filha de 8 anos órfã. E agora com a Marília aconteceu esse acidente lamentável, com mais quatro passageiros, e ela deixou um garoto de dois anos de idade. É um sentimento de profundo vazio que acontece quando uma pessoa de nossa família ou de nosso conhecimento pela sua vida, pelo profissionalismo nos deixa. Pedimos a Deus que conforte a ela e os familiares dos quatro que estavam com ela na aeronave.

Na sexta-feira, data do acidente, o presidente falou sobre o sentimento de choque com que o País recebia a notícia.

A cantora será velada neste sábado 6, das 13 às 16h, no ginásio Goiânia Arena. Também será velado o tio e assessor da cantora, Abicieli Silveira Dias Filho, que também estava na aeronave. Ainda de acordo com informações da assessoria da cantora, o velório será aberto ao público e o sepultamento reservado apenas para familiares.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!