CartaExpressa

‘Bolsonaro e o autoritarismo sofrerão um golpe em outubro: o golpe da eleição democrática’, diz Lula

Enquanto o petista discursava em MG, o ex-capitão defendia no PR o armamento de ‘todo cidadão de bem’

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Apoie Siga-nos no

O ex-presidente Lula (PT), líder das pesquisas de intenção de voto, ironizou nesta quarta-feira 11 as ameaças golpistas do presidente Jair Bolsonaro (PL), que dobrou a aposta nas tentativas de deslegitimar o processo eleitoral.

Em viagem a Juiz de Fora (MG), o petista disse que o ex-capitão verá um golpe em 2 de outubro, contra o autoritarismo e pelo restabelecimento da democracia.

“Vai ser o primeiro golpe democrático e popular, um golpe sem fuzil, sem metralhadora. É o golpe da eleição democrática”, declarou Lula. “Ele está dizendo que a urna eletrônica vai praticar um roubo. Eu confio na urna eletrônica, porque, se pudessem roubar nela, um torneiro mecânico não teria sido presidente da República duas vezes.”

Enquanto Lula discursava em Minas, Bolsonaro visitava a 48ª edição da Expoingá, em Maringá (PR). Em seu pronunciamento, o presidente tornou a defender o armamento de “todo cidadão de bem, para resistir, se for o caso, à tentação de um ditador de plantão”.

Ao mencionar as eleições, Bolsonaro afirmou que “todos têm de jogar dentro das quatro linhas” e que “nós não tememos resultado de eleições limpas e queremos eleições transparentes, como a grande maioria ou a totalidade do seu povo”.

Uma pesquisa Quaest/Genial divulgada nesta quarta 11 reforça o favoritismo de Lula, que soma 46% das intenções de voto, contra 29% de Bolsonaro. Os candidatos da chamada terceira via seguem distantes dos dois primeiros colocados.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.