CartaExpressa,Política

Bolsonaro é denunciado na ONU por ataques à liberdade de expressão

Bolsonaro é denunciado na ONU por ataques à liberdade de expressão

Entre os denunciantes estão a OAB, a Comissão Arns, e nomes como Felipe Neto, Paulo Coelho e Patrícia Campos Mello

Bolsonaro na ONU (Foto: Johannes EISELE/AFP)

Bolsonaro na ONU (Foto: Johannes EISELE/AFP)

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e a Comissão de Defesa dos Direitos Humanos Dom Paulo Evaristo Arns denunciaram o presidente Jair Bolsonaro na ONU.

As denúncias tratam dos ataques à liberdade de imprensa e foram feitas nesta sexta-feira 2. Elas serão ampliadas na semana seguinte e um evento com a participação de nomes como o youtuber Felipe Neto e do escritor Paulo Coelho. A informação é do jornalista Jamil Chade, no UOL.

A denúncia ocorreu durante o evento do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas e foi feita por Claudia Costin, ex-ministra da Administração de FHC e representante da Comissão Arns. Costin relembrou dos inúmeros episódios de ataques do presidente Bolsonaro a jornalistas brasileiros, relatando episódios de perseguição política contra divulgadores de informação no País.

Irene Kahn, relatora da ONU sobre Liberdade de Expressão, foi quem recebeu as denúncias durante o encontro.

Sem citar o caso específico do Brasil, Kahn tratou da desinformação que vem ocorrendo em muitos países. A relatora alertou que as nações não estão tratando o assunto com a devida importância, o que traz sérios riscos aos estados.

“A desinformação está minando a liberdade de expressão, polarizando os debates públicos, alimentando a desconfiança pública e pondo em perigo os direitos humanos, as instituições democráticas, a saúde pública e o desenvolvimento sustentável”, disse Khan.

Denúncias serão ampliadas em evento dedicado ao Brasil

No próximo dia 8 de julho, as denúncias feitas por Costin serão debatidas em um evento dedicado exclusivamente ao Brasil, paralelo a 47ª Sessão no Conselho de Direitos Humanos da ONU.

A organização é da OAB e da Comissão Arns e terá a participação de nomes como o youtuber Felipe Neto, o escritor Paulo Coelho e a jornalista Patrícia Campos Mello. Todos foram vítimas de episódios de ataques e perseguições por parte do atual governo.

Do campo jurídico estarão presentes o presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, além do ex-ministro de FHC, José Carlos Dias, e do professor de Direito da USP, Pierpaolo Cruz Bottini.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem