CartaExpressa

Bolsonaro diz que governo diminuiu ‘sofrimento dos irmãos’ na pandemia

Declaração foi feita durante almoço de confraternização das Forças Armadas, nesta quarta-feira 9

Eduardo Pazuello e Jair Bolsonaro. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Eduardo Pazuello e Jair Bolsonaro. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro declarou, nesta quarta-feira 9, durante almoço de confraternização das Forças Armadas, que sua equipe ministerial se comportou “muito bem” diante da pandemia do coronavírus, que já vitimou mais de 178 mil pessoas no País.

“O Brasil olha para nós. Tem um presidente e um vice-presidente que são militares. Buscam com lupa possíveis defeitos. Buscam de todas as maneiras até mesmo desacreditar. E passamos neste ano um momento dificílimo com a pandemia. Juntamente com os nossos colegas, ministros civis, nos comportamos muito bem. Não só na questão da economia, bem como na busca de diminuir o sofrimento de nossos irmãos”, afirmou.

Na quarta-feira 9, ex-ministros da Saúde de diferentes governos, e inclusive ex-representantes do governo como Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich, assinaram um manifesto em que criticam a condução do governo federal em meio à pandemia do novo coronavírus e pedem “vacinas para todos já”.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!