CartaExpressa

Ex-ministros da Saúde criticam governo por condução na pandemia

Serra, Teich, Temporão, Mandetta, Chioro, entre outros assinam manifesto e pedem ‘vacinas para todos já’

O ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello. Foto: Erasmo Salomão/MS O ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello. Foto: Erasmo Salomão/MS
O ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello. Foto: Erasmo Salomão/MS O ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello. Foto: Erasmo Salomão/MS

Ex-ministros da Saúde de diferentes governos assinaram um manifesto em que criticam a condução do governo federal em meio à pandemia do novo coronavírus e pedem “vacinas para todos já”.

O artigo foi publicado nesta quarta-feira 9, no jornal Folha de S.Paulo, e leva os nomes de Alexandre Padilha
Arthur Chioro, Barjas Negri, Humberto Costa, José Agenor Álvares da Silva, José Gomes Temporão, José Serra, José Saraiva Felipe, Luiz Henrique Mandetta, Marcelo Castro e Nelson Teich.

“Infelizmente, todo esse acúmulo de competências está sendo colocado em risco pela desastrada e ineficiente condução do Ministério da Saúde em relação à estratégia brasileira de vacinação da população contra a Covid-19. O país necessita de um plano sólido, abrangente, que contemple todas as vacinas que consigam registro na Anvisa, sem qualquer tipo de discriminação. E que permita, ao longo do ano de 2021, garantir a vacinação para toda a população brasileira, prevenindo o surgimento de doença grave e suas consequências, reduzindo substancialmente a atual pressão sobre nosso sistema de saúde e garantindo o pleno retorno às atividades econômicas e sociais”, diz o texto.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!