CartaExpressa,Política

Bolsonaro defende Ciro Nogueira por ser investigado no STF: ‘Então eu não deveria estar aqui também’

Bolsonaro defende Ciro Nogueira por ser investigado no STF: ‘Então eu não deveria estar aqui também’

Foto: Isac Nóbrega/PR

Foto: Isac Nóbrega/PR

O presidente Jair Bolsonaro voltou a defender a entrada no governo do senador Ciro Nogueira (PP-PI), convidado para ocupar a Casa Civil. Para Bolsonaro, o fato de o parlamentar ser alvo de inquéritos no Supremo Tribunal Federal não o impede de assumir um cargo na gestão federal.

“Eu sou réu no Supremo, sabia disso? No caso da Maria do Rosário. Então eu não deveria estar aqui. Culpada a pessoa só é depois de transitado em julgado. Obviamente seria afastado do governo”, disse o presidente em entrevista à rádio Arapuan FM nesta segunda-feira 26.

Em 2016, Bolsonaro virou réu no STF por apologia ao crime e injúria, dois anos depois de dizer que a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS) não merecia ser estuprada por considerá-la “muito feia” e porque ela “não faz” seu tipo. A ação foi suspensa quando Bolsonaro assumiu a presidência e será retomada ao final de seu mandato.

Como informou CartaCapital, Ciro Nogueira é algo de três inquéritos no STF: em dois já houve apresentação de denúncia pelo Ministério Público Federal. Entre as acusações, estão as de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e obstrução de justiça.

 

 

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem