CartaExpressa

Ataque a tiros em escola de SP deixa uma aluna morta e três feridos

Episódio de violência foi registrado na manhã desta segunda-feira na Escola Estadual Sapopemba, na Zona Leste

Viaturas e ambulâncias em frente a Escola Estadual Sapopemba, Zona Leste de SP, após tiros. Foto: Reprodução/TV Globo
Apoie Siga-nos no

Um novo ataque a tiros em uma escola de São Paulo deixou uma estudante morta e três feridos na manhã desta segunda-feira 23. A informação foi confirmada por CartaCapital com a Secretaria Estadual de Educação.

“Durante o ataque a tiros, três alunos foram atingidos. Uma aluna morreu e outros três feridos estão sendo atendidos no Hospital Geral de Sapopemba, sendo um deles que se machucou ao tentar fugir durante o ataque”, informa a Seduc, em nota.

Uma pessoa foi detida no local – a Escola Estadual Sapopemba, na Zona Leste de SP – após disparos atingirem ao menos três alunas da instituição de ensino. A arma também foi apreendida.

O ataque teria ocorrido por volta da 7h20. A polícia foi chamada ao local às 7h30. Além de um helicóptero da PM, outras vinte viaturas foram direcionadas para a ocorrência na Rua Senador Lino Coelho.

De acordo com estudantes ouvidos pelo site G1, o responsável pelo ataque foi um aluno do 1° ano do Ensino Médio. Não há confirmação por parte da polícia sobre este ponto. A Seduc também não confirma.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, tratou do caso logo após o ocorrido. Em publicação na rede X, antigo Twitter, Dino manifestou solidariedade às vítimas e colocou a equipe do Ministério à disposição.

“Solidariedade às vítimas, suas famílias e à comunidade da escola estadual de São Paulo, alvo de ataque com arma de fogo. Laboratório de Crimes Cibernéticos do Ministério da Justiça foi acionado para auxiliar a Polícia de São Paulo a aprofundar as investigações”, afirmou Dino.

A Secretaria Estadual de Educação, por nota, disse que prioriza, neste momento, “o atendimento às vítimas e apoio psicológico aos alunos, profissionais da educação e familiares”. Um helicóptero da PM sobrevoa o local, cercado por dezenas de viaturas.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Depois de anos bicudos, voltamos a um Brasil minimamente normal. Este novo normal, contudo, segue repleto de incertezas. A ameaça bolsonarista persiste e os apetites do mercado e do Congresso continuam a pressionar o governo. Lá fora, o avanço global da extrema-direita e a brutalidade em Gaza e na Ucrânia arriscam implodir os frágeis alicerces da governança mundial.
CartaCapital não tem o apoio de bancos e fundações. Sobrevive, unicamente, da venda de anúncios e projetos e das contribuições de seus leitores. E seu apoio, leitor, é cada vez mais fundamental.
Não deixe a Carta parar. Se você valoriza o bom jornalismo, nos ajude a seguir lutando. Assine a edição semanal da revista ou contribua com o quanto puder.