CartaExpressa,Sustentabilidade

Alertas de desmatamento na Amazônia batem recorde em outubro

Alertas de desmatamento na Amazônia batem recorde em outubro

O Deter detectou um aumento de 5% em áreas sob alerta de desmatamento

 Foto: luoman/iStockphotos

Foto: luoman/iStockphotos

Os alertas de desmatamento na Amazônia Legal em outubro aumentaram 5% quando comparados com o mesmo mês de 2020, segundo dados divulgados nesta sexta-feira 12 pelo INPE.

De acordo com o órgão, o número representa uma área de 877 km², um recorde da série histórica para o período. No ano passado, o território sob alerta representava 836 km². 

Os alertas foram feitos pelo Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real (Deter), que analisa a cobertura florestal e sinaliza áreas de degradação florestal. 

O Pará é o estado com maior área sob alerta, seguido do Amazonas, Mato Grosso e Rondônia. 

Os dados vão de encontro com as informações defendidas pela comitiva brasileira à COP 26, que acontece em Glasgow, na Escócia, que ignora os recordes de devastações e prometeu o fim do desmatamento ilegal até 2028. 

 

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site de CartaCapital

Compartilhar postagem