CartaExpressa

A pedido de empresários, Ministério da Economia solicita que Meio Ambiente afrouxe regras, diz TV

Segundo ofício, a pasta argumenta ser necessário ‘eliminar dificuldades estruturais, burocráticas, trabalhistas e econômicas’

O ministro da Economia, Paulo Guedes. Foto: Sergio Lima/AFP
O ministro da Economia, Paulo Guedes. Foto: Sergio Lima/AFP
Apoie Siga-nos no

O Ministério da Economia, de Paulo Guedes, pediu que o Ministério do Meio Ambiente avalie a possibilidade de afrouxar regras ambientais devido a “dificuldades listadas pelo setor privado”.

O ofício, encaminhado em 13 de maio, foi divulgado nesta quinta-feira 23 pela TV Globo. O Meio Ambiente era chefiado à época por Ricardo Salles, que foi substituído por Joaquim Leite em junho.

Na última terça-feira 21, a Secretaria Executiva do Ministério do Meio Ambiente pediu que o Ibama encaminhe, até a próxima quinta-feira 30, “as informações concernentes a esse instituto”, após análise das demandas do setor privado.

Segundo o documento, a Economia argumenta ser necessário “identificar e eliminar dificuldades estruturais, burocráticas, trabalhistas e econômicas”.

Entre os pedidos encaminhados pela pasta de Guedes estão a concessão automática de licenças em caso de ‘demora’ na análise de solicitações de licenciamento ambiental, a revogação de regras que dificultam o desmatamento da vegetação nativa da Mata Atlântica e a redução de exigências para a fabricação de agrotóxicos voltados à exportação.

Outras demandas incluem a alteração do mapa de biomas do IBGE e a extinção da lista do Conselho Nacional do Meio Ambiente que exige estudo prévio de impacto ambiental.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.