CartaExpressa,Política

‘A economia voltou em V, estamos crescendo’, diz Guedes após queda no PIB do 2º trimestre

‘A economia voltou em V, estamos crescendo’, diz Guedes após queda no PIB do 2º trimestre

O MINISTRO DA ECONOMIA, PAULO GUEDES. FOTO: EDU ANDRADE/ASCOM/ME

O MINISTRO DA ECONOMIA, PAULO GUEDES. FOTO: EDU ANDRADE/ASCOM/ME

No dia em que o IBGE informou que o PIB brasileiro recuou 0,1% no 2º trimestre de 2021 em comparação com os três meses anteriores, o ministro da Economia, Paulo Guedes, declarou que “a economia voltou em V” e “estamos crescendo novamente”.

“Hoje saiu um dado que é praticamente de lado, foi 0,05% a queda do PIB. Quando dá 0,05%, é arredondada para 0,1. Se fosse 0,04%, seria zero. É um negócio mínimo, não faz mal”, disse o ministro em almoço de lançamento da Frente Parlamentar pelo Brasil Competitivo. A informação é do jornal Folha de S.Paulo.

“Foi o trimestre mais trágico, quando a pandemia abateu mais brasileiros, foi abril, maio e junho deste ano, com a 2ª onda. Foi justamente quando entrou de novo o auxílio emergencial, a expansão dos programas de assistência. Nós mantivemos a responsabilidade fiscal de um lado e o compromisso da saúde dos brasileiros de outro lado”, acrescentou.

De acordo com o IBGE, a maior queda foi a da agropecuária (-2,8%), seguida pela da Indústria (-0,2%). Por outro lado, os serviços cresceram 0,7%. “Frente ao mesmo trimestre de 2020, o PIB cresceu 12,4%. No 1º semestre, o PIB acumula alta de 6,4%. No acumulado nos quatro trimestres, terminados em junho de 2021, o PIB cresceu 1,8%”, disse o instituto. Os resultados apontam que o PIB está 3,2% abaixo do ponto mais alto da atividade econômica na série histórica, alcançado no 1º trimestre de 2014.

 

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem