Justiça

Sara Winter é solta, mas terá que usar tornozeleira eletrônica

Além de monitorada, a líder bolsonarista deverá permanecer em casa e não poderá fazer contato com outros investigados

Ativista bolsonarista Sara Winter. Foto: Reprodução/Twitter.
Ativista bolsonarista Sara Winter. Foto: Reprodução/Twitter.
Apoie Siga-nos no

A bolsonarista Sara Winter, que estava presa desde o último dia 15, teve sua prisão substituída por recolhimento domiciliar com uso de tornozeleira eletrônica. A decisão foi do ministro Alexandre de Moraes (STF), que é relator de um inquérito que apura manifestações de rua com pautas inconstitucionais e antidemocráticas.

A medida, decretada nesta quarta-feira 24, vale também para as outras cinco pessoas do grupo liderado por Sara “300 pelo Brasil”, que foram presas por conta de ataques com fogos ao prédio do STF. São elas: Emerson Rui Barros dos Santos, Érica Vianna de Souza, Renan de Morais Souza e Arthur Castro, e Daniel Miguel.

Além do monitoramento eletrônico e da obrigatoriedade de permanência em casa com a exceção apenas de trabalho ou estudo com autorização prévia, a medida de Moraes ainda estabelece a proibição de qualquer tipo de contato entre Sara Winter e os demais investigados no inquérito, que corre sob sigilo no STF.

A decisão atende a um pedido da Polícia Federal que teve manifestação favorável do MPF (Ministério Público Federal).

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.