Midiático

TSE nega pedido de Bolsonaro para censurar o site Jornalistas Livres

A representação da coligação do deputado acusa o veículo de fazer propaganda pró-Haddad

Apoie Siga-nos no

O ministro Luís Felipe Salomão, do Tribunal Superior Eleitoral, negou no domingo 21 uma ação da coligação de Jair Bolsonaro contra o site Jornalistas Livres. Os coordenadores da campanha do deputado alegaram que a página na internet produzia conteúdo a favor do petista Fernando Haddad.

As provas seriam frases postadas no Instagram na linha: “Sonha e serás livre de espírito. Lutes e serás livre na vida” ou “+Livros –Armas.

Salomão, em seu despacho, afirmou que  “a organização ‘Jornalistas Livres’ – autora das publicações – consubstancia mídia alternativa de comunicação social, ou seja, é um determinado conjunto de veículos de comunicação que se contrapõem a uma ideologia ou posição política”.

Leia também:
Bolsonaro ameaça: “Vamos varrer do mapa esses bandidos vermelhos”
“Escolha triste”, diz editorial do New York Times sobre Bolsonaro

O ministro explicou ainda que a lei permite a propaganda eleitoral por meio de blogs, redes sociais e sítios de mensagens espontânea. Cita também o direito de contrapor ideologias e posições políticas na internet. Salomão ressalta não ter havido contratação de “impulsionamento de conteúdo”.

Para Salomão, as mensagens não traduzem “nenhuma transgressão comunicativa ou agressão ao candidato”.  Ainda no despacho, o juiz escreve que fica, assim, assegurada a livre manifestação do pensamento.

CartaCapital

CartaCapital Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.