O desafio de enfrentar as chuvas e as mentiras no Rio Grande do Sul

No ‘Poder em Pauta’ da semana, André Barrocal entrevista Maria do Rosário, deputada federal pelo PT

O governo Lula anunciou em 15 de maio medidas para socorrer os gaúchos, castigados por uma tragédia decorrente de chuvas e das políticas ambientais locais. Os afetados terão 5,1 mil reais para comprar móveis e eletrodomésticos e poderão antecipar o recebimento do Bolsa Família, saques do FGTS e restituição do imposto de renda. O presidente também criou uma secretaria extraordinária para apoiar a reconstrução do Rio Grande do Sul. O chefe dela tem status de ministro é um gaúcho, o deputado federal Paulo Pimenta (PT), até então à frente da comunicação presidencial. Ao anunciar as medidas, Lula bateu nas mentiras que inundaram as redes sociais por obra da oposição bolsonarista a respeito da recuperação do estado e das ações federais. As fake news são uma tragédia dentro da tragédia. A Polícia Federal abriu um inquérito para investigá-las, apuração que corre sigilosamente no Supremo Tribunal Federal (STF) sob relatoria da juíza Cármen Lúcia. Sobre esses assuntos, o repórter André Barrocal entrevista Maria do Rosário, deputada federal pelo PT do Rio Grande do Sul.

Cacá Melo

Cacá Melo

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar