Marta Suplicy volta ao PT entre a esperança e a desconfiança

Reportagem de CartaCapital mostra o que a militância pensa sobre o retorno da ex-prefeita ao partido

Marta Suplicy foi oficialmente filiada ao Partido dos Trabalhadores nesta sexta-feira 2. O retorno, após um hiato de oito anos, marca também o lançamento da pré-candidatura de Guilherme Boulos (PSOL), que a terá como vice na disputa pelas eleições para prefeito em São Paulo. No ato, a ex-prefeita reforçou a expectativa de que as eleições na capital paulista sejam o nova arena de enfrentamento ao bolsonarismo na política brasileira. Os eleitores e apoiadores presentes destacam a esperança de que a chapa saia vitoriosa na disputa – mas também cobram um autocrítica da ex-prefeita diante dos comentários negativos que fez sobre o PT há poucos anos, e também pelo voto a favor do impeachment de Dilma Rousseff.

Cacá Melo

Cacá Melo

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.