Política

Manda no Zap: Bolsonaro recicla a facada ao som de ‘camarão que dorme a onda leva’

No primeiro programa de 2022, Rodrigo Martins comenta a estratégia de Jair Bolsonaro para manter viva a memória do atentado sofrido em 2018

Mesmo hospitalizado para tratar uma obstrução intestinal, desta vez ocasionada por camarão mal mastigado, Jair Bolsonaro não perdeu a capacidade de tumultuar e gerar crises institucionais desnecessárias. Agora, ele conseguiu o duplo feito de se indispor contra a cúpula do Exército e contra a direção da Anvisa em sua ensandecida luta contra as vacinas. O programa aborda também as principais fake news da semana, como a história de que os imunizantes fizeram com que a hospitalização de crianças crescesse quatro vezes em apenas um mês em Nova York.

Cacá Melo

Cacá Melo

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar