‘Fantasmas’ assombram protagonistas da Lava Jato

André Barrocal entrevista Fabio Sá e Silva, professor de Estudos Brasileiros da Universidade de Oklahoma

A situação está braba para os protagonistas da Operação Lava Jato. O ex-procurador Deltan Dallagnol teve o mandato de deputado cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), destino que parece à espera do senador Sérgio Moro. O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) investiga a 13a Vara Federal de Curitiba, aquela antiga de Moro, por causa do afastamento do juiz que hoje em dia comanda a jurisdição, Eduardo Appio. O afastamento tinha sido uma ordem do Tribunal Regional Federal da 4a Região. O TRF4, como se sabe graças às conversas secretas entre os procuradores da força-tarefa reveladas na Vaza Jato e na Operação Spoofing, era linha auxiliar de Moro. No dia 19, o advogado Rodrigo Tacla Duran, ex-colaborador da Odebrecht, deve falar na Câmara dos Deputados sobre acusações antigas a Moro e a lavajatisas. Quem logo poderá falar aos deputados sobre acusações a Moro e cia. é o empresário Tony Garcia, que hoje se diz um “agente infiltrado” na Lava Jato no passado. O que restará da operação? Haverá de fato punição dos abusos por ela cometidos? Sobre esses assuntos, o repórter André Barrocal entrevista AO VIVO o acadêmico Fabio Sá e Silva, professor de Estudos Brasileiros da Universidade de Oklahoma, nos EUA.

Cacá Melo

Cacá Melo

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar