As ‘caixas de dinheiro’ de Bolsonaro e a convenção com as rapinas do Centrão

Rodrigo Martins revela as principais fake news da semana em um novo episódio do ‘Manda no Zap’

Neste episódio, Rodrigo Martins comenta a convenção do PL, que oficializou a candidatura de Jair Bolsonaro à Presidência. Após os sucessivos escândalos do seu governo, da compra de vacinas superfaturadas à propina cobrada pelos pastores lobistas do MEC, o ex-capitão não se constrange mais de posar ao lado das rapinas do Centrão, a exemplo do mensaleiro Valdemar Costa Neto e do presidente da Câmara, Arthur Lira, o senhor do “orçamento secreto”. O atual ocupante do Palácio do Planalto até adaptou o discurso: “se procurar [corrupção no governo], vai achar”.

Aparentemente, quem encontrou alguma coisa foi o ex-cunhado de Bolsonaro, André Siqueira Valle. De acordo com a jornalista Juliana Dal Piva, que acaba de lançar um livro sobre o escândalo das rachadinhas, ele teria visto caixas de dinheiro vivo na casa de Bolsonaro na Barra da Tijuca no período em que ele era casado com sua irmã. Outros ex-funcionários também relataram ter visto quantias graúdas de dinheiro em espécie na residência do casal.

O programa aborda, ainda, as fake news mais populares do momento, como a suposta conspiração das Organizações Globo contra o ex-capitão. Ou ainda a aleatória acusação de que o ministro Gilmar Mendes, do STF, seria sócio de uma lucrativa igreja evangélica, com até 2,5 milhões de reais de faturamento.

Cacá Melo

Cacá Melo

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.