A ‘tomada de poder’ pelo Congresso em uma década

No ‘Poder em Pauta’ da semana, André Barrocal entrevista o deputado federal Chico Alencar (PSOL-RJ) sobre o ‘parlamentarismo disfarçado’ no Brasil

O Congresso tem feito jogo duro com o presidente Lula e o Supremo Tribunal Federal (STF). A explosão de verba orçamentária para as chamadas “emendas parlamentares” em dez anos deixou deputados e senadores dispostos a tomar o poder e governar de fato, numa espécie de “parlamentarismo disfarçado”. Membros do alto escalão governamental dizem que a única linguagem que os congressistas entendem hoje é a das emendas. O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), defendeu recentemente a adoção formal do “semipresidencialismo”, um eufemismo para parlamentarismo que está na gaveta dele desde 2022. Sobre esses assuntos, o repórter André Barrocal entrevista Chico Alencar, deputado federal pelo PSOL do Rio de Janeiro.

Cacá Melo

Cacá Melo

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.