Brasil tem o maior número de queimadas da década em 2020

O pior registro foi no Pantanal, com 22.116 focos de incêndio, mais que o dobro de 2019

Pantanal. Foto: Christiano Antonucci – Secom – MT

Pantanal. Foto: Christiano Antonucci – Secom – MT

Sustentabilidade

O Brasil registrou em 2020 o maior número de focos de queimadas desde 2010, segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

 

 

No ano passado, o País teve 222.798 focos, contra 197.632 em 2019, um aumento de 12,7%.

O pior aumento foi no Pantanal, com 22.116 queimadas, mais que o dobro de 2019. Foi, de acordo com o instituto, o maior número de focos no bioma desde 1998, ano do início da série histórica.

Os números do Inpe mostram também que os incêndios persistiram na Amazônia durante 2020. A floresta registrou 103.161 focos de queimadas, ante 89.171 em 2019, um aumento de 15,7%, o maior número contabilizado desde 2017.

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem