Sociedade

Após apagão de mais de 50 horas, energia é retomada na Zona Sul de São Paulo

A estimativa da Enel, companhia que fornece a energia no estado, é de que a situação seja regularizada até terça-feira

Empresa afirmou que as equipes estão trabalhando de forma ininterrupta. Foto: Enel/Reprodução
Apoie Siga-nos no

Após um apagão que durou mais de 53 horas, a energia elétrica foi retomada em parte da Zona Sul de São Paulo. O problema perdura desde a última sexta-feira 3, quando fortes ventos atingiram a região. 

Conforme um levantamento da Folha de S. Paulo, cerca de 413 mil residências estavam sem energia na capital entre a noite de domingo e a manhã desta segunda-feira 6. 

Ainda há, porém, pontos sem energia. A estimativa da Enel, companhia que fornece a energia no estado, é de que a situação seja regularizada até terça-feira. 

A tempestade que atingiu a cidade foi a mais forte registrada desde 1995, conforme estimativa da Prefeitura. Os ventos chegaram a 104 km/h. Ao menos 128 árvores foram derrubadas apenas no Parque do Ibirapuera. 

ENTENDA MAIS SOBRE: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Depois de anos bicudos, voltamos a um Brasil minimamente normal. Este novo normal, contudo, segue repleto de incertezas. A ameaça bolsonarista persiste e os apetites do mercado e do Congresso continuam a pressionar o governo. Lá fora, o avanço global da extrema-direita e a brutalidade em Gaza e na Ucrânia arriscam implodir os frágeis alicerces da governança mundial.
CartaCapital não tem o apoio de bancos e fundações. Sobrevive, unicamente, da venda de anúncios e projetos e das contribuições de seus leitores. E seu apoio, leitor, é cada vez mais fundamental.
Não deixe a Carta parar. Se você valoriza o bom jornalismo, nos ajude a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo