Sociedade

Universitário é preso no Rio por envio de mensagens racistas a colegas

Algumas postagens anunciavam massacre para os próximos dias

Campus da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), em Seropédica. Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
Apoie Siga-nos no

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu, nesta quarta-feira (5) um homem, de 25 anos, responsável por enviar mensagens ameaçadoras a alunos da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), em Seropédica, na Baixada Fluminense. O caso foi registrado na última segunda-feira (3), na Polícia. Ele é estudante da UFRRJ.

Agentes da 48ª Delegacia Policial de Seropédica receberam informações sobre o caso e o conteúdo das mensagens e iniciaram um trabalho de investigação e inteligência. Em conversas divulgadas nas redes sociais, o homem enviou relatos de cunho racistas, homofóbicos, machistas e de violência sexual para os estudantes. Em algumas mensagens, o jovem disse que “cometeria um massacre nos próximos dias”.

Os policiais realizaram diligências, identificaram e prenderam o autor das mensagens na manhã desta quarta-feira. Contra o estudante, foi cumprido mandado de prisão preventiva, e ele está sendo investigado pelos crimes de injúria racial, ameaça e posse de arma de fogo.

Segundo a Polícia Civil, o suspeito confessou o crime, e tudo indica que ele agia sozinho.

Em nota, além de informar sobre a prisão do estudante suspeito, a Administração Central da UFRRJ disse que está tomando todas as providências administrativas necessárias para o melhor encaminhamento do caso. A UFRRJ informou ainda que as atividades acadêmicas e administrativas serão realizadas normalmente na semana que vem, a partir de segunda-feira (10).

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo