Protesto do MTST por moradia reúne 5 mil pessoas em São Paulo

Movimento quer que João Doria (PSDB) sancione projeto contra despejos e amplie recursos para a habitação

Movimento por moradia realiza protesto em São Paulo. Foto: MTST

Movimento por moradia realiza protesto em São Paulo. Foto: MTST

Sociedade

Um protesto do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto em São Paulo, nesta quinta-feira 8, reivindica a sanção do projeto de lei da deputada federal Leci Brandão (PCdoB) que suspende os despejos no estado e a destinação de mais recursos para a habitação de interesse social.

 

 

A Polícia Militar registrou o início do ato às 15h, na região do Itaim Bibi. A ideia seria marchar até o Palácio dos Bandeirantes, mas fotos do MTST mostram um bloqueio dos policiais no meio do caminho.

A coordenação do MTST afirma que tenta, há um mês, realizar uma reunião com a Secretaria da Habitação do governo de João Doria (PSDB), mas não recebeu qualquer resposta. O movimento estima organizar pelo menos 30 mil famílias no estado. Cerca de 5 mil famílias se incorporaram a esse conjunto durante a pandemia, devido à perda de condições de moradia.

“O governo do estado tem a possibilidade de construção de habitações de interesse social via própria CDHU [Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano], que sofre pressão de extinção”, diz Josué Rocha, coordenador do MTST. “Apesar disso, boa parte dos recursos hoje são destinados a subsídios a programas que atendem faixas de renda mais altas, como ao Casa Verde e Amarela”.

Em nota, a Secretaria da Habitação negou que esteja se recusando a atender o movimento. Uma reunião do governo está prevista para o dia 16 de julho. Eis o texto:

A Secretaria de Estado da Habitação informa que nunca houve nem haverá qualquer impedimento para agendamento de reuniões com o MTST ou qualquer outro movimento social. Nesta gestão, os representante do movimento, inclusive, já foram recebidos em mais de dez audiências.

Nesta quinta-feira (8) representante da pasta recebeu uma comissão do MTST e agendou um novo encontro para a próxima sexta-feira (16), na sede da pasta.

Desde 2019,foram entregues mais de 31,4 mil unidades habitacionais e há outras 25 mil em construção em todo o estado. Para este ano, estão previstos investimentos de R$ 1,7 bilhão em programas da Secretaria de Estado da Habitação.

 

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site de CartaCapital

Post Tags
Compartilhar postagem