Parada LGBT+ neste domingo em São Paulo terá testes rápido de HIV

A ação ocorre entre 11h e 15h no Elevado Presidente João Goulart próximo à estação de metrô Marechal Deodoro

Foto: Samantha Hurley / Creative Commons / Burst

Foto: Samantha Hurley / Creative Commons / Burst

Sociedade

A 25ª edição da Parada do Orgulho LGBT+ ocorre neste domingo 6 em São Paulo e, pela primeira vez, aborda a questão da epidemia de HIV/Aids. Com o tema Ame+, Cuide+, Viva+, o evento será virtual pelo segundo ano consecutivo por conta da pandemia de Covid-19, mas terá uma atividade presencial, promovida pela Secretaria Municipal de Saúde, com testagem rápida para identificação do HIV.

 

 

A ação ocorre entre 11h e 15h no Elevado Presidente João Goulart próximo à estação de metrô Marechal Deodoro. Um veículo adaptado estará no local para realizar os testes. O cadastro dos interessados termina meia hora antes do encerramento da testagem. Duas tendas serão montadas para dar o resultado aos interessados e evitar que duas pessoas estejam dentro do veículo ao mesmo tempo, mantendo assim os cuidados sanitários.

O teste rápido será feito por punção digital para evitar que a pessoa tenha que retirar a máscara, como ocorre com os exames que utilizam fluido oral. A secretaria destaca que o resultado sempre é dado por um profissional da saúde em local isolado, garantindo o sigilo. Em caso de resultado positivo, é feito um exame confirmatório. A pessoa será orientada pela equipe de saúde a buscar uma unidade de saúde especializada para iniciar o tratamento.

Também serão disponibilizados preservativos, tanto masculinos como femininos, além de sachês de gel lubrificante e autoteste para HIV.

Outra ação de testagem está programada para o dia 27 de junho, data que antecede o Dia Mundial do Orgulho LGBT, em 28 de junho.

A transmissão da Parada do Orgulho LGBT+ de São Paulo será das 14h às 22h pelo canal da associação da parada, APOLGBT, no Youtube. A programação terá shows, entrevistas, com participação de representantes de governos, organizações internacionais e da sociedade civil.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Agência de notícias brasileira, pública e de acesso livre, gerida pela Empresa Brasil de Comunicação (EBC).

Compartilhar postagem