Mulher trans é agredida com bastão de ferro durante campanha eleitoral em SP

Caso ocorreu na avenida Paulista, com apoiadora da candidata Erika Hilton; ela levou golpes e mordidas de dois homens e uma mulher

Mulher trans apanha de bastão de ferra na Av: Paulista durante campanha eleitoral . Foto: Reprodução.

Uma militante do PSOL foi vítima de crime de LGBTfobia na terça-feira 10, na avenida Paulista, em São Paulo. Patricia Borges, 30, que é uma mulher transexual, panfletava em frente ao shopping Center 3 quando foi agredida com mordidas e golpes de bastão de metal.

 

 

Patrícia faz parte da campanha da candidata a vereadora Erika Hilton (PSOL), que também é uma mulher trans. Ela relata que entregava panfletos quando uma mulher reagiu agressivamente à sua abordagem. “Viado tem tudo que morrer”.

Logo em seguida, a mulher voltou acompanhada de dois homens e uma outra mulher carregando um bastão de ferro. Os quatro começaram a agredir fisicamente Patrícia com socos e mordidas. “Ela veio intencionada a me derrubar, pisar e bater. A intenção era matar esse corpo trans e periférico. Essas pessoas não têm amor. Eu fiquei muito triste, mas estou sendo acolhida”, diz Patrícia à CartaCapital.

A Polícia Militar foi acionada. O advogado de Patrícia, Pedro Martinez, contou que o Boletim de Ocorrência foi prestado como transfobia e agressão corporal. Eles vão ainda solicitar acesso a imagens captadas pela câmera do shopping.

 

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Alexandre Putti

Repórter do site de CartaCapital