MP do Pará questiona evento às mulheres por utilizar imagem de punho cerrado

Para promotora, símbolo utilizado pelo município de Igarapé-Açu traz ideais de esquerda, 'tais como marxistas e comunistas'

Créditos: Reprodução

Créditos: Reprodução

Sociedade

O Ministério Público do Estado do Pará encaminhou um ofício à Secretaria de Assistência Social do município de Igarapé-Açu cobrando explicações sobre um evento que será promovido pela pasta em comemoração ao Dia Internacional das Mulheres, no 8 de março.

 

 

No ofício, a promotora de justiça Marcela Christine Ferreira de Melo, diz que o evento “faz uso de símbolos que referem-se a ideais de esquerda, tais como marxistas, comunistas, e de movimentos sociais diversos (negros, feministas etc) e ativistas, qual seja, o punho cerrado, em contrapartida aos princípios constitucionais da impessoalidade e moralidade administrativa”.

 

 

A promotora solicita que a secretária municipal de Assistência Social, Rosilda Menezes de Souza, explique sobre a utilização dos referidos slogans em um prazo de 48 horas, a contar da data de expedição do ofício, datado de 2 de março. Ainda requer, em um prazo de dez dias úteis, informações e cópia do procedimento administrativo que levou ao uso das imagens.

Na página da Prefeitura de Igarapé-Açu nas redes sociais há um convite para que as mulheres do município participem de ações conjuntas que abarcarão a saúde, como enfrentamento ao coronavírus, e prevenção ao câncer de colo de útero. A imagem utilizada é de um punho cerrado, cercado de flores.

 

Campanha traz a imagem de um punho cerrado Para MP, símbolo promove ideais de esquerda. Créditos: Reprodução

 

Em conversa com CartaCapital, um servidor da pasta que preferiu não se identificar disse que recebeu o ofício com surpresa. Também negou que o uso do símbolo da campanha indique preferências pessoais, partidárias ou ideológicas. “Há uma menção à esquerda, mas o próprio prefeito do município – Normando Menezes de Souza, conhecido como Normando Riachão – é filiado ao PSDB, um partido de direita”, afirmou.

A Secretaria de Assistência Social de Igarapé-Açu ainda não formulou a resposta ao Ministério Público.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site CartaEducação

Compartilhar postagem