Sociedade

Menina de 11 anos engravida após estupro de padrasto no MS

Criminoso foi preso e garota já recebe suporte psicológico, diz Ministério Público

(Foto: Andre Borges/Agência Brasília)
(Foto: Andre Borges/Agência Brasília)
Apoie Siga-nos no

Uma menina de 11 anos da cidade de Amambai, interior do Mato Grosso do Sul, engravidou após ser estuprada pelo padrasto.

Segundo o portal Universa, a garota descobriu a gravidez em meados de agosto após sentir dores abdominais. O acusado foi preso no dia 1 de setembro, informou o Ministério Público do estado.

De acordo com o Universa, a menina relatou ao delegado do caso que era abusada enquanto a mãe dela, de 26 anos, saia para trabalhar. O MP-MS já colheu depoimento da vítima e da mãe, e fornece suporte psicológico para ambas.

Como previsto por lei, o aborto de uma gravidez resultante de estupro pode ser feito sem a necessidade de decisão judicial, seguindo apenas o desejo manifestado pela vítima e pelo seu representante legal.

A promotora do caso disse que a garota ainda não manifestou interesse em abortar e, até o momento, não corre risco de vida. Ela está com 27 semanas de gestação.

“A vítima está recebendo o devido atendimento médico e psicológico pela rede de proteção. A gestação da menor é regular, não havendo, até o momento, indicação médica de risco de morte”, diz o MP-MS.

Em depoimento à Polícia Civil, o criminoso confessou o estupro, mas ficou em liberdade durante a investigação porque não houve flagrante. Com a denúncia e a decisão judicial, no entanto, ele foi preso.

CartaCapital

CartaCapital Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.