Sociedade

Justiça suspende Palmeiras x Flamengo por conta de casos de Covid-19

O Rubro-Negro sofre um surto de Covid-19 que deixou pelo menos 19 atletas e 17 outros funcionários do clube infectados

Créditos: EBC
Créditos: EBC

O Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro determinou a suspensão da partida entre Palmeiras e Flamengo, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, após registrar pelo menos 19 casos de Covid-19 entre jogadores do time carioca, além do técnico, o espanhol Domènec Torrent.

O tribunal acatou pedido do sindicato dos trabalhadores dos clubes do estado do Rio (Sindiclubes) para suspender o jogo, marcado para este domingo, na Arena Allianz, em São Paulo.

Além disso, o juiz Filipe Olmo determinou multa de 2 milhões de reais em caso de descumprimento.

“Ressalta-se também que os exames são realizados com 2 a 3 dias de antecedência, e que outros funcionários podem ter se infectado após o exame, em função do surto. Nesse contexto, não se pode garantir que os funcionários que tiveram teste negativo são, de fato, saudáveis e não estão transmitindo o vírus, seja pela possibilidade de um resultado falso-negativo, seja pela possibilidade de ter contraído o vírus após a realização do teste”, escreveu o magistrado.

O Rubro-Negro sofre um surto de Covid-19, que deixou pelo menos 19 atletas e 17 outros funcionários do clube, incluindo o técnico Torrent e o presidente Rodolfo Landim, infectados.

O clube carioca pediu à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) a suspensão do confronto deste domingo, o que a entidade recusou.

Durante esta semana, sete jogadores do Fla ficaram de fora da partida com o Barcelona de Guayaquil, no Equador, pela Copa Libertadores, e tiveram que retornar ao Brasil mais cedo.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!