Sociedade

Governo Bolsonaro proíbe a venda de alimentos com forma de genitais para adolescentes

Além da suspensão das vendas, o documento determina a mudança de nomes de lojas e a apresentação dos produtos sem exposição para a rua

Foto de uma das lojas mencionadas no Diário Oficial da União. Crédito: Reprodução/Redes Sociais
Foto de uma das lojas mencionadas no Diário Oficial da União. Crédito: Reprodução/Redes Sociais
Apoie Siga-nos no

O Ministério da Justiça e da Segurança Pública decretou uma medida que barra a venda de alimentos com formato de órgãos genitais para pessoas com menos de 18 anos. A proibição consta do Diário Oficial da União desta quarta-feira 1º.

Além da suspensão imediata das vendas, o documento determina a mudança de nomes de lojas, a apresentação dos produtos sem exposição para a rua e a instalação de cartazes com indicação de restrição de acesso

O despacho é direcionado aos estabelecimentos intitulados La Putaria, no Rio de Janeiro; Ki Putaria, em Salvador (BA); Assanhadxs Erotic Food, em São Paulo; e La Pirokita, em Maringá (PR). A maioria ganhou visibilidade por meio do TikTok, famoso entre os jovens.

As lojas têm cinco dias para apresentar uma justificativa, a partir da notificação, e 15 dias para recorrer da decisão judicialmente. A multa diária por descumprimento é de 500 reais.

A decisão, assinada pela diretora substituta Laura Tirelli, da Secretaria Nacional do Consumidor, ressalta que a medida é fruto da implementação e da fiscalização de ações do Código de Defesa do Consumidor. 

Como justificativa, o despacho cita a proteção dos consumidores considerados “hipervulneráveis” e se diz “em prol da tutela dos princípios basilares do Código de Defesa do Consumidor, ligados à tutela do direito à vida, à saúde e à segurança, além da transparência inerente às relações de consumo e o respeito às normas que pressupõem o cumprimento da boa-fé objetiva”.

Camila da Silva

Camila da Silva
Repórter e Produtora de CartaCapital

Tags: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.