Sociedade

Filho de Ronaldo Caiado morre aos 40 anos

Ronaldo Ramos Caiado Filho tinha 40 anos e a causa da morte não foi informada

Ronaldo Caiado e filhos — Foto: Reprodução/Facebook
Ronaldo Caiado e filhos — Foto: Reprodução/Facebook
Apoie Siga-nos no

Ronaldo Caiado Filho morreu neste domingo, 3, aos 40 anos. Filho do governador de Goiás, Ronaldo Caiado (União), com Thelma Gomes sua morte foi lamentada por políticos de diversas ideologias e por aliados e adversários do governador. A causa ainda não foi divulgada.

A morte foi confirmada pelo governo de Goiás. “É com profundo pesar que comunicamos o falecimento de Ronaldo Ramos Caiado Filho, filho do governador Ronaldo Caiado e de Thelma Gomes. Ele morreu neste domingo (03/07), aos 40 anos. A família enlutada pede a todos orações para enfrentar este momento de imensa dor”, disse o governo por meio de nota.

O governador participou hoje de manhã, ao lado da primeira-dama Gracinha Caiado, do encerramento da Festa do Divino Pai Eterno, em Trindade (GO). De acordo com informações do jornal O Popular, de Goiás, Caiado e Gracinha deixaram o evento às pressas depois de serem informados sobre a morte de Caiado Filho.

Diversos políticos, como o presidente do MDB, Baleia Rossi, o ex-governador de São Paulo João Doria (PSDB), o ex-ministro da Infraestrutura e pré-candidato do Republicanos ao governo de São Paulo, Tarcísio Freitas, e o senador Jaques Wagner (PT-BA), se manifestaram nas redes sociais lamentando a morte. Adversários políticos de Caiado, como o deputado e pré-candidato ao governo de Goiás pelo PL, Major Vitor Hugo, e o ex-governador Marconi Perillo (PSDB) também prestaram solidariedade ao governador.

Estadão Conteúdo

Estadão Conteúdo

Tags: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.