Djamila Ribeiro ganha prêmio holandês por produção cultural de destaque

A filósofa brasileira foi premiada com o Prince Claus Award 2019, que destaca as obras de Djamila sobre o feminismo negro no País

Djamila Ribeiro lança seu novo livro e participa de debates

Djamila Ribeiro lança seu novo livro e participa de debates

Sociedade

A escritora e filósofa Djamila Ribeiro foi uma das premiadas pelo prêmio Prince Claus 2019, que é oferecido pelo Ministério das Relações Exteriores da Holanda a personalidades que se destacam pela atuação no desenvolvimento cultural de algum país. O anúncio foi realizado nesta quinta-feira 05.

A premiação destaca Djamila como uma das “mais influentes líderes do movimento das mulheres negras” no Brasil, o que inclui a obra “Quem tem medo do feminismo negro?”, uma coletânea de artigos publicados no site de CartaCapital entre 2014 e 2017, e a criação do Selo Sueli Carneiro, “uma coleção que publica autores negros à preços acessíveis”, destaca o site da premiação.

“Ao redor de todo o mundo, existem pessoas extraordinárias trabalhando ativamente no campo cultural, muitas atuando em áreas onde as expressões culturais passam por desafios. Todos os anos, nós homenageamos um seleto grupo de indivíduos cujo excelente trabalho tem um impacto positivo em suas sociedades”, descreve o portal do Price Claus.

O prêmio existe desde 1997, e a premiação acontecerá no dia 4 de dezembro, no Palácio Real de Amsterdam.

Djamila Ribeiro é mestre em filosofia política pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e foi foi secretária-adjunta de Direitos Humanos e Cidadania de São Paulo. Recentemente, esteve na França e na Bélgica para promover o lançamento de algumas de suas obras em francês.

“Eu faço o que acredito, faço porque realmente creio na luta, mas se há o reconhecimento internacional disso, fico feliz. Sobretudo porque não é fácil, são muitos obstáculos, ataques, fake news. Então, saber que nosso trabalho é reconhecido, saber o impacto que estamos causando, é fortalecedor.”, escreveu a filósofa em uma rede social ao anunciar sobre o prêmio.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

É repórter do site de CartaCapital.

Compartilhar postagem