Casas noturnas são autuadas em Manaus

Sociedade

Brasília – A Prefeitura de Manaus autuou 27 casas noturnas da cidade por apresentarem irregularidades, como extintores de incêndio com prazo de validade vencido. Desdesegunda-feira 28, as equipes fiscalizam esses estabelecimentos, com o objetivo de prevenir acidentes. Até sexta-feira 1º, os fiscais devem vistoriar 98 estabelecimentos.

A operação é uma iniciativa conjunta do Instituto Municipal de Ordem Social e Planejamento Urbano (Implurb), da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), do Departamento de Vigilância Sanitária (DVisa), da Secretaria Municipal de Finanças (Semef), da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas.

Pela manhã, duas das principais casas noturnas da cidade (All Night Pub e Republica Real) foram interditadas. O bar Porão do Alemão está com as normas de segurança regularizadas, mas foi notificado por não ter apresentado a documentação necessária da Semef.

Em Alagoas, o Corpo de Bombeiros foi autorizado a interditar qualquer estabelecimento destinado a receber grandes públicos, desde que apresente algum tipo de ameaça às pessoas. A decisão do governador Teutônio Vilela, foi publicada no Diário Oficial do estado. Ele também falou sobre o assunto em uma entrevista coletiva.

Durante a entrevista, o chefe da Seção de Estruturas e Projetos do Corpo de Bombeiros, major Reinaldo Fulco Moura, informou que a corporação encaminhou ao governo a proposta do novo código de segurança contra incêndio e pânico. Segundo ele, os estabelecimentos que não tiverem o certificado de aprovação do Corpo de Bombeiros de Alagoas poderá ser fechado. Ele acrescentou que o trabalho de fiscalização será feito junto com a Superintendência Municipal de Controle do Convívio Urbano.

 

 

Matéria originalmente publicada na Agência Brasil

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem