Sociedade

Barragem em Barão de Cocais (MG) entra em alerta máximo de rompimento

É a segunda vez que sirenes são acionadas no local em menos de um mês. 428 já foram retiradas de áreas de risco iminente

Apoie Siga-nos no

Uma barragem da Vale na cidade de Barão de Cocais (MG) entrou no estágio máximo de rompimento na noite da sexta-feira 23. Sirenes foram acionadas no local por volta de 21h30. É a segunda vez que isso ocorre em menos de um mês.

A Prefeitura informou via Facebook que o nível de alerta da Barragem Sul Superior da Mina do Gongo Soco passou para o nível 3 por orientação da Agência Nacional de Mineração.

Em uma coletiva, o tenente coronel da Defesa Civil do Estado, Flávio Godinho, afirmou que o risco de rompimento é real e que foram procurados pela Vale.

No último dia 8, 428 pessoas foram evacuadas da área abaixo da barragem, onde o risco era imediato. Segundo Godinho, até domingo ou segunda a estratégia é fazer um treinamento com a população que se encontra em áreas secundárias, que estão num raio de 30 minutos de deslocamento de lama, em caso de rompimento. Também serão acompanhadas cerca de 3 mil residências que se encontram no centro de Cocais. A ideia é orientar as pessoas para onde devem se deslocar em caso de rompimento.

Leia também: Brumadinho, 1 mês: "Vou lutar até o fim dos dias por justiça"

Segundo a Vale informou em comunicado, o alerta nível 3 para a barragem é uma medida preventiva. Ainda de acordo com a empresa a Barragem Sul Superior é uma das dez barragens a montante inativas remanescente e faz parte do plano de descaracterização anunciado pela empresa.

O rompimento ocorrido na barragem da Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, dia 25 de janeiro, deixou 210 mortos confirmados e 96 corpos desaparecidos até o momento.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo