Vacina da Pfizer apresenta mais de 90% de segurança, dizem estudos

Empresas responsáveis afirmaram que pretendem fornecer 50 milhões de doses no mundo em 2020 e até 1,3 bilhão em 2021

(Foto: iStock)

(Foto: iStock)

Saúde

O laboratório farmacêutico Pfizer anunciou nesta segunda-feira 9 que sua vacina contra a Covid-19 é “90% eficaz”, de acordo com a primeira análise intermediária do teste de fase 3, a última etapa antes do pedido formal de homologação.

 

 

Esta eficácia de proteção ao vírus SARS-CoV-2 foi alcançada sete dias depois da segunda dose da vacina e 28 dias após a primeira, anunciou o grupo americano em um comunicado conjunto com a empresa BioNTech.

O estudo ainda não foi revisado por pares, o que é o requisito para a publicação em revista científica. A Pfizer afirmou que as etapas serão divulgadas assim que todos os resultados do estudo ficarem disponíveis.

“Os primeiros resultados da fase 3 de nosso teste apresentam as provas iniciais da capacidade de nossa vacina para prevenir esta doença”, afirmou o presidente da Pfizer, Albert Bourla.

“Demos um passo importante e estamos mais perto de prover aos cidadãos do mundo esta vacina, tão necessária para contribuir a acabar com esta crise sanitária mundial”, completou.

Com base em projeções, as duas empresas afirmaram que pretendem fornecer 50 milhões de doses no mundo em 2020 e até 1,3 bilhão em 2021.

*Com informações da AFP

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem