Saúde

Rio registra o primeiro caso suspeito da variante Ômicron, diz secretário da Saúde

A paciente é uma mulher, de 29 anos, que veio da África do Sul, fazendo escala na Etiópia e em São Paulo

Aeroporto em Joanesburgo: vários passageiros bloqueados após descoberta de variante. Foto: Phill Magakoe/AFP
Aeroporto em Joanesburgo: vários passageiros bloqueados após descoberta de variante. Foto: Phill Magakoe/AFP
Apoie Siga-nos no

O secretário municipal de Saúde do Rio de Janeiro, Daniel Soranz informou que a Prefeitura investiga uma possível infecção pela variante Ômicron, da Covid-19. Esse é o único caso suspeito na capital fluminense até o momento. 

A paciente é uma moradora da cidade que chegou de viagem à África do Sul em 21 de novembro. 

Ao portal Metrópoles, Soranz confirmou que a viajante completou o plano de imunização básico e testou negativo ao chegar no País. Porém, dias depois, por iniciativa própria refez o exame e obteve uma resposta positiva para a contaminação por covid-19. 

Segundo o secretário, familiares e pessoas que tiveram contato com a paciente serão monitorados pelo próximos 15 dias. 

O marido da paciente, que viajou com ela ao continente africano testou negativo. 

“Das pessoas que tiveram contato com ela, todas testaram negativo e seguirão monitoradas. Ela é uma viajante saudável, assintomática, mas que gerou alerta por ter passado pelos locais onde esteve na viagem e ter testado positivo. Por isso, o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) seguirá acompanhando o caso”, afirmou Soranz ao portal de notícias.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.