Ministério da Saúde desaconselha viagens de brasileiros à China

Coronavírus já matou 100 pessoas na China. Ministro orienta viagens apenas em casos de 'necessidade'

Ministro da Saúde, Luiz Mandetta. (Foto: Rodrigo Nunes/MS)

Ministro da Saúde, Luiz Mandetta. (Foto: Rodrigo Nunes/MS)

Saúde

O Ministério da Saúde declarou, em coletiva nesta terça-feira 28, que desaconselha viagens “não necessárias” à China por conta do coronavírus, que já vitimou mais de 100 pessoas no país asiático e já está presente em pelo menos três países.

“O Ministério orienta que se evite viagem à China no caso de turismo, apenas em caso de necessidade. Ainda existem muitas perguntas sem respostas claras e objetivas, como o tempo de transmissão, o tempo de incubação, a sustentabilidade, o potencial de letalidade, o comportamento dele em gestantes, crianças, meia-idade.” , disse o ministro da pasta, Luiz Henrique Mandetta.

Na coletiva, o Ministério anunciou uma reunião com os secretários de Saúde dos estados e municípios brasileiros para a atualização de procedimentos e protocolos, como a realização de testes, os possíveis planos de tratamento e demandas dos sistemas locais de saúde.

 

Com o aumento do nível de alerta global para transmissão do novo coronavírus, Ministério da Saúde pedirá a atualização de planos de contingência aos estados. No momento, um caso suspeito é monitorado em Belo Horizonte

No Brasil, um caso suspeito de infecção pelo coronavírus é acompanhado em Minas Gerais, mas o Ministério descarta, até o momento, qualquer confirmação da doença no País.
Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

É repórter do site de CartaCapital.

Compartilhar postagem