Saúde

Melhora estado de saúde de Elizangela, em estado grave com sequelas da Covid e não vacinada

De acordo com empresário da atriz, ela está estabilizada e segue na CTI de um hospital em Guapimirim (RJ)

Créditos: Reprodução/TV Globo
Créditos: Reprodução/TV Globo
Apoie Siga-nos no

É melhor o estado de sala da atriz Elizangela, de 67 anos, que foi internada na quinta-feira 20, em Guapimirim, na Baixada Fluminense, em estado grave com sequelas respiratórias da Covid.

De acordo com Lauro Santanna, empresário de Elizangela, a saturação dela melhorou, ela encontra-se consciente, mas segue na sala vermelha porque inspira cuidados.

“Falei por volta das 14h com a filha dela, que é quem está acompanhando de perto a situação, e ela me passou essas informações. Ela ainda está na sala vermelha porque tem a parte respiratória mais sensibilizada porque já teve um enfisema pulmonar, mas está com a saturação bem melhor e estabilizada”, disse. Lauro enfatizou ainda que, Elizangela, que positivou para Covid no dia 12 de janeiro, não tem mais o vírus ativo em seu organismo, mas sofre com a questão respiratória.

Ele disse ainda que, nem ele, nem a filha de Elizangela, a bailarina Marcelle Sampaio, sabem se a atriz tomou as vacinas que imunizam contra a Covid.

“Ela é uma pessoa muito alegre, alto astral, não gosta de falar sobre doença. Daí, não sabemos ou não. Nunca tivemos esse tipo de conversa”, declarou.

Elizangela chegou ao Hospital Municipal José Rabello de Mello, em Guapimirim, na Baixada Fluminense, com muita falta ar e oxigenação baixa. O estado grave seria uma sequela respiratória da Covid. Segundo a prefeitura, ela chegou passando muito mal e quase teve que ser intubada.

A Prefeitura de Guapimirim disse que a atriz já tinha ido ao hospital na semana passada após se sentir mal. Na ocasião, ela foi atendida, medicada e teve alta.

Na quinta-feira, Elizangela retornou à unidade em estado mais grave. Ela foi encaminhada à sala vermelha, onde os médicos conseguiram estabilizá-la.

Elizangela estreou na TV como criança, no programa “Clube do Guri”, na extinta TV Tupi, em 1965. Logo depois passou ao programa infantil “Clube do Capitão Furacão”, na TV Globo. Ela já participou de mais de 30 novelas. A última foi “A dona do pedaço”, em 2019.

 

Agência O Globo

Agência O Globo
Agência de notícias e de fotojornalismo do Grupo Globo.

Tags: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.