Mandetta é excluído de reunião com médicos na Presidência

Segundo blog do G1, ministro soube de encontro por meio de médicos amigos que queriam saber se ele estava ciente

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. Foto: Marcos Corrêa/PR

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. Foto: Marcos Corrêa/PR

Política,Saúde

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, ficou surpreso ao saber que não foi chamado para uma reunião presencial convocada pela Presidência da República com médicos, para pautar o combate ao novo coronavírus. A informação é da colunista Andreia Sadi, do portal G1.

Mandetta soube da reunião após contato de médicos amigos que queriam saber se ele estava ciente e se compareceria. O ministro respondeu que não iria porque não estava sabendo. Ao tomar conhecimento de que se tratava de um encontro presencial, classificou a iniciativa como um erro, já que a recomendação era evitar deslocamentos.

Segundo Sadi, o ministro procurou o chefe da Casa Civil, o general Walter Braga Netto, mas o militar disse que também não sabia da reunião. O blog do G1 informa ainda que o ministro disse a aliados que acreditava que o encontro trataria de uma ação de “marketin” para “bater uma foto” com os principais médicos do país.

De acordo com a colunista, a equipe do Ministério da Saúde avalia que há uma tentativa de se criar um “governo paralelo” para comprovar uma “tese” a respeito da aplicação de cloroquina em casos de coronavírus.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem