Instituto Serum da Índia envia primeiras vacinas ao programa Covax

Iniciativa da OMS receberá ao todo 1,1 bilhão de doses do Instituto, que produz as vacinas AstraZeneca e Novavax

(Foto: Punit PARANJPE / AFP)

(Foto: Punit PARANJPE / AFP)

Mundo,Saúde

O Instituto Serum da Índia, maior fabricante de vacinas do mundo, enviou nesta terça-feira 23 o primeiro lote de vacinas anticovid-19 para o programa mundial de imunização Covax.

O esforço de aquisição e distribuição equitativa de vacinas a nível mundial tem como objetivo assegurar as vacinas para pelo menos 20% da população mais vulnerável de cada país.

O Covax, dirigido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e a aliança GAVI, alcançou acordos com os fabricantes para 2 bilhões de doses em 2021 e tem a opção de mais um bilhão.

Isto inclui 1,1 bilhão de doses do Instituto Serum, que produz as vacinas AstraZeneca e Novavax.

 

 

A OMS do sudeste asiático tuitou fotos das primeiras remessas carregadas em um caminhão na fábrica do Serum em Pune, oeste da Índia.

O Instituto Serum já forneceu ao governo indiano milhões de doses da vacina da AstraZeneca, assim como a outros países mais pobres.

O diretor da empresa, Adar Poonawalla, pediu no domingo a outros países que tenham “paciência”, afirmando que recebeu instruções para priorizar o mercado interno sobre as exportações.

 

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Agência de notícias francesa, uma das maiores do mundo. Fundada em 1835, como Agência Havas.

Compartilhar postagem