Empresa francesa cria máscara de cânhamo contra o coronavírus

Além de apresentar eficiência de filtragem de 89%, proteção pode de ser compostada após o uso

Homem caminha em Estrasburgo, na França, durante a pandemia. Foto: Patrick Hertzog/AFP

Homem caminha em Estrasburgo, na França, durante a pandemia. Foto: Patrick Hertzog/AFP

Saúde

Uma empresa francesa criou uma máscara contra o novo coronavírus à base de cânhamo. Além de proteger, ela pode ser compostada.

 

“O cânhamo tem propriedades que dispensam a adição de outros produtos, como cola, ou espessante”, explicou Stephanie Gauvenet, diretora da fábrica Géochanvre, em Lézinnes, situada no centro da França. “Suas características fazem com que a filtragem e a respirabilidade sejam possíveis sem adição de qualquer produto”.

A Géochanvre é especializada em desenvolvimento sustentável e em feltro vegetal. A empresa passou meses elaborando uma máscara de cânhamo, planta cujas flores resultam em cannabis, mas cujas fibras são amplamente utilizadas no setor têxtil e de feltros.

Aprovada pela Direção Geral do Exército, que indica uma eficiência de filtragem de 89%, 1,4 milhão de exemplares foram vendidos até o momento. Cada unidade custa cerca de 0,65 de euro (aproximadamente dez reais).

“Fabricamos 5 mil (unidades) por dia”, afirmou o diretor comercial da Géochanvre, Gérald Bayette. Segundo ele, o modelo francês é o único da Europa que pode ser compostado após o uso.

A empresa conta com clientes na Bélgica, na Suíça e na Itália.

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Agência de notícias francesa, uma das maiores do mundo. Fundada em 1835, como Agência Havas.

Compartilhar postagem